UA condena firmemente "ataques odiosos e terroristas" em Paris

Addis Abeba, Etiópia (PANA) - A presidente da Comissão da União Africana (CUA), Nkosazana Dlamini Zuma, disse-se "profundamente chocada e entristecida" pelos atentados terroristas ocorridos sexta-feira última à noite em Paris, a capital francesa, fazendo 129 mortos e mais de 350 feridos, indica um comunicado da referida instituição publicado neste fim de semana em Addis Abeba.

"A presidente da Comissão condena firmemente estes ataques odiosos e cobardes que nenhuma circunstância poderia justificar", indignou-se Nkosazana Zuma nesta nota, apresentando as suas sinceras condolências e as da UA às famílias das vítimas e ao Governo francês e desejando rápidas melhoras aos feridos.

A presidência da CUA exprimiu igualmente o apoio de África e a sua solidariedade ao povo e  Governo franceses, reafirmando ao mesmo tempo a rejeição total, pela UA, do terrorismo e do extremismo sob todas as suas formas e manifestações.

Sublinhou que "os ataques de Paris nos lembram a necessidade e a emergência de renovarmos os esforços a nível internacional para combatermos o flagelo do terrorismo e do extremismo".

Tranquilizando, Dlamini Zuma afirmou que a CUA vai continuar a trabalhar com os Estados membros da UA e com a comunidade internacional com vista a contribuir para esforços e respostas mundiais mais eficazes e melhores coordenadas no quadro da luta contra esta ameaça.

-0- PANA AR/ASA/JSG/SOC/MAR/DD 15nov2015

15 Novembro 2015 09:42:54




xhtml CSS