Tunísia detém "principal intermediário" no desastre de Kerkanneh

Tunis, Tunísia (PANA) - As forças da Guarda Nacional, no distrito tunisino de Al Mohammadia, localizaram e detiveram, sexta-feira, o "principal intermediário" no caso de migração clandestina que terminou em desastre ao largo de Kerkennah, a 03 de junho último, com a morte de dezenas de migrantes ilegais por afogamento.

De acordo com o Ministério tunisino do Interior, o indivíduo de 62 anos de idade tinha quatro cartões SIM de telemóveis, bem como o nome do principal organizador da operação.

Até 6 de julho, o balanço deste desastre era de 84 mortos e 68 resgatados, dos quais 60 foram identificados, enquanto 20 corpos de migrantes de países sub-saarianos foram enterrados.

Quatro corpos não identificados ainda estão mantidos na morgue do Hospital Universitário da cidade de Sfax, a sul da Tunísia.

Por outro lado, um barco de pesca tunisino resgatou 13 pessoas a bordo de um outro barco, sexta-feira, ao largo do Mediterrâneo em direção à ilha italiana de Lampedusa.

A embarcação teve uma avaria a 20 quilómetros da ilha italiana e a 40 quilómetros da província de Al Mohammadia, 225 km ao sul de Túnis.

O barco saía da costa da zona de Sfax antes de ser socorrido pelo barco de pesca.

No entanto, não há notícias de outro barco saído das mesmas costas.

-0- PANA YY/IN/DIM/IZ 08julhode 2018


08 Julho 2018 13:09:08


xhtml CSS