Tropas nigerianas adiam partida para Darfur

Abuja- Nigéria (PANA) -- Um contingente de 155 militares nigerianos que deveria integrar a força de protecção da União Africana (UA), composta por 300 homens, na conturbada região de Darfur (oeste do Sudão) adiou a sua partida de quinta para sexta- feira devido a problemas logísticos, informou uma fonte militar.
O grupo reuniu-se em Abuja depois da conclusão de testes médicos e outras rotinas.
A fonte disse que a demora não iria afectar a missão, visto que os militares deverão iniciar as suas tarefas em Darfur a partir de 30 de Agosto.
Os nigerianos vão juntar-se a 150 militares ruandeses que já se encontram em Darfur para proteger 80 observadores da UA que vão monitorar o acordo de cessar-fogo assinado entre o governo e os movimentos rebeldes.
Entretanto, os Estados Unidos apelaram quinta-feira para o aumento da força africana para ajudar a proteger mais de 1 milhão de deslocados pela crise.
A UA propôs uma força de 2 mil homens para Darfur, mas o governo sudanês alegou que iria permitir apenas o envio de tropas extras se elas desarmarem os rebeldes.

26 Agosto 2004 13:40:00




xhtml CSS