Três pessoas raptadas no norte do Burkina Faso

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – Três pessoas, designadamente um padre, sua nora e  seu filho, foram raptados domingo em Kountougou, localidade situada a 125 quilómetros de Djibo, na província de Soum, no norte do Burkina Faso, soube a PANA esta segunda-feira de fonte local.

« O líder espiritual protestante foi raptado com membros da sua família por indivíduos armados que andavam de motos », explicou à PANA um docente local no anonimato, acrescentando que «os raptores se dirigiam para o Mali ».

O norte do Burkina Faso encontra-se desde 2015 num turbilhão de ataques terroristas e de raptos.

A 21 de maio último, Mathieu Ouedraogo, um catequista burkinabe, e sua esposa foram sequestrados por homens armados com turbantes na Paróquia Nossa Senhora dos Apóstolos de Arbinda, a 100 quilómetros de Djibo, na província de Soum, no norte do país, refere-se.

Segundo a Organização Não Governamental de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW), trabalhadores do setor da educação denunciam uma série de ameaças,  intimidações e ataques contra escolas e professores por parte de islamitas armados na região do Sahel, nomeadamente o rapto de um docente e o assassinato dum diretor da escola.

Consequentemente, foram encerradas pelo menos 219 escolas primárias e secundárias, com quase 20 mil alunos na rua.

A ONG afirma, além disso, que as populações do norte do Burkina Faso, confrontadas com o terrorismo, são ao mesmo tempo maltratadas pelos terroristas e pelo Exército Nacional, no quadro da luta contra o terrorismo.

-0- PANA NDT/JSG/FK/DD 4junho2018

04 Junho 2018 13:52:29


xhtml CSS