Três pessoas assassinadas no norte do Burkina Faso por desconhecidos

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – Três pessoas das quais um chefe de aldeia foram mortas, terça-feira à noite, por indivíduos armados ainda não identificados numa aldeia situada a 20 quilómetros da comuna de Arbinda, no norte do Burkina Faso, soube a PANA esta quarta-feira duma fonte local.

"Os assaltantes fortemente armados chegaram às 20:00 horas locais à aldeia e abateram o chefe, o seu filho e um outro homem", relatou um professor da localidade.

O norte do Burkina Faso é regularmente alvo de ataques terroristas que visam posições do Exército e as populações civis.

Mais de 20 mil crianças estão na rua nesta parte do país devido a ataques terroristas, segundo o Governo.

A Cruz Vermelha estima, por seu lado, o número de deslocados em mais de cinco mil pessoas desde janeiro, no norte do Burkina Faso.

Na segunda-feira passada, os atores da Justiça do Tribunal de Grande Instância de Djibo, capital regional do Sahel burkinabe, desertaram do seu posto devido à insegurança.

“Eles abriram uma brecha. O encerramento do Tribunal testemunha a incapacidade do Estado de impor-se nesta zona face ao terrorismo”, afirmou o docente, alertando que, nos próximos dias, "os outros agentes do Estado que ainda estão aqui (no norte) também vão fugir".

-0- PANA NDT/JSG/IBA/FK/IZ 25abril2018

25 Abril 2018 18:12:30


xhtml CSS