Três jornais privados suspensos no Congo por difamação

Brazzaville, Congo (PANA)    - O Conselho Superior da Liberdade de Comunicação (CSLC), órgão  regulador da imprensa no Congo, suspendeu três jornais privados por difamação e divulgação de artigos mentirosos e sediciosos, propagação de notícias falsas e manipulação da opinião, anunciou quinta feita a Radio Congo.

Trata-se dos jornais  Le Glaive, La Voix du Peuple e Sel- Piment, segundo um relatório divulgado no termo duma reunião ordinária do Colégio dos Membros do CSLC.

Ao jornal Sel-Piment  são atribuídas crimes como  “a injúria contra a Polícia Nacional, de difamação, de manipulação da opinião, de divulgação de informações mentirosas e de acusações sem provas”, indica o texto.

Este jornal divulgou na sua publicação nº 43, de 6 a 13 de novembro de 2013 , um artigo intitulado « Eis Como a Polícia Nacional Está a  Matar os Congoleses”.

O jornal La voix du Peuple foi sancionado pela « recidiva, injúria contra o Exército, violação da dignidade humana e manipulação da opinião », contidos em artigos divulgados sob os títulos « Crise nas Fronteiras Congolesas, as FAC (Forças Armadas Congolesas),  uma Concha Vazia ».

O jornal Le Glaive foi suspenso por causa de um seu artigo intitulado « O Presidente Congolês Denis Sassou Nguesso Já Não Controla Nada ; um Débil Mental na Direção do Porto Autónomo de Ponta Negra », divulgado na sua edição nº402 de 30 de abril de 2013.

Além disso, o Conselho adotou, durante esta reunião ordinária, um projeto de decisão relativo à modificação de algumas disposições duma decisão que fixou as despesas e os impostos em matéria de estabelecimento e  exploração dos serviços de comunicação audivisual privados.

Criado em 2003, o CSLC, uma autoridade administrativa cujo objetivo é garantir o exércio da liberdade de informação e comunicação no Congo, integra 11 membros, de acordo com a mesma fonte..

-0- PANA MB/TBM/FK/FK/DD   15nov2013

15 Novembro 2013 10:22:42


xhtml CSS