Trabalhos da 12ª cimeira da CEN-SAD retomam à porta fechada

N'Djamena- Tchad (PANA) -- Os trabalhos da 12ª cimeira da Comunidade dos Estados Sahelo-Sarianos (CEN-SAD) retomaram à porta fechada sexta-feira em N'djamena, constatou-se no local.
Esta sessão, cujos trabalhos foram abertos quinta-feira à noite com a participação de treze chefes de Estado da CEN-SAD, chefes de Governo e representante dos países membros, debruçar-se-á sobre os meios de restruturar esta organização regional a fim de lhe dar um novo dinamismo.
Os dirigentes da CEN-SAD discutirão igualmente sobre os problemas de insegurança e os desafios que enfrentam os países da Comunidade.
Da agenda dos seus trabalhos constam também questões de desenvolvimento e de harmonização das suas posições, com vista à promoção das instituições da União Africana (UA), através da formação dum Governo da União e da criação duma Autoridade da União, no lugar da Comissão da UA, matérias a serem analisadas durante a 15ª cimeira africana de Kampala, no Uganda.
A sessão inaugural da 12ª cimeira da CEN-SAD foi marcada por um discurso do guia líbio Muamar Kadafi que sublinhou a necessidade da implementação das resoluções das cimeiras africanas precedentes, nomeadamente as relativas à aceleração da realização do governo federal africano com vista a dotar o continente de um instrumento executivo.
Ele anunciou também que a CEN-SAD encarregará o Presidente Idriss Deby Itno do Tchad, enquanto novo presidente em exercício da organização sub-regional, de transmitir uma mensagem à cimeira de Kampala atinente à implementação das decisões das cimeiras africanas.
Por sua vez, o Presidente Deby Itno defendeu a estruturação desta organização regional a fim de lhe permitir desempenhar o seu papel de pilar do continente africano.
Ele exprimiu igualmente o seu apoio aos acordos de paz de Doha no Qatar (assinados a 3 de Maior de 2009) relativos às negociações de paz em Darfur, no oeste do Sudão.

23 july 2010 19:39:00




xhtml CSS