Trabalhadores em greve no Burkina Faso

Ouagadougou- Burkina Faso (PANA) -- Os trabalhadores dos sectores público e privado do Burkina Faso entraram sexta-feira no segundo dia de uma greve de 72 horas convocada pelos sindicatos para protestar contra o alto custo de vida no país e exigir aumento salarial.
Na capital Ouagadougou, a greve paralisou toda Função Pública, as escolas, os bancos e os serviços de cuidados médicos, embora os mercados e outras actividades chaves do sector informal continuaram a funcionar normalmente.
Esta é a segunda greve dos trabalhadores burkinabes em dois meses depois depois de uma anterior de 48 horas convocada em Outubro passado para exigir um aumento de salários de 25 por cento e a redução dos preços da cesta básica.

16 Dezembro 2005 17:31:00


xhtml CSS