Trabalhadores do maior hospital público do Burkina Faso em greve de dois dias

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – Trabalhadores do maior hospital do Burkina Faso, o hospital Yalgado Ouédraogo de Ouagadougou, estão em greve de dois dias, desde quarta-feira última, para denunciar “a deterioração” das suas condições laborais, constatou a PANA no local.

Segundo o secretário do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde Humana e Animal (SYNTSHA), Hamadi Konfé, esta manifestação visa denunciar a « deterioração sem precedentes » das condições laborais dos trabalhadores e a situação deplorável na qual se encontra o hospital que regista anualmente mais de 25 mil atos de consultas médicas.

Konfé afirmou que as avarias de equipamentos, as rupturas de equipamentos e dos reagentes, bem como o défice de camas são, entre outros problemas encontrados no hospital.

Preveniu que, no termo destes dois dias de greve, se nada for feito, os trabalhadores do hospital projetam organizar uma marcha sexta-feira até ao seu ministério de tutela.

« A nossa luta, é em primeiro lugar para os pacientes. Não lutamos para que aumentem as nossas regalias ou os nossos salários. É para termos condições condignas a fim de que possamos cuidar melhor dos pacientes”,  sublinhou o responsável sindical, apelando  às autoridades para assumirem as suas responsabilidades.

O diretor-geral do hospital Yalgado Ouédraogo, Robert Sangaré, contactado, indicou, por sua vez, que as preocupações levantadas pelos trabalhadores já haviam sido atendidas ou em  fase de o serem.

-0- PANA NDT/IS/FK/DD 10março2016

10 Março 2016 09:40:39


xhtml CSS