Terrorismo e direitos humanos constituem prioridades para MISAHEL em 2015

Abidjan, Côte d’Ivoire (PANA) – O chefe da Missão da União Africana para o Mali e o Sahel (MISAHEL), Pierre Buyoya, indicou no relatório anual de 2014 que as prioridades da Missão em 2015 estarão concentradas na guerra contra o terrorismo e no respeito dos direitos humanos.

O chefe da MISAHEL lançou um apelo aos países do Sahel para fazer de 2015 um ano que marca uma "viragem decisiva na luta contra o terrorismo e o radicalismo".

"Se juntarmos esforços, podemos mostrar ao resto do mundo e, nomeadamente, às populações africanas que somos capazes de nos soccorer e encontrar soluções às nossas crises, tendo presente que o terrorismo tornou-se doravante numa preocupação internacional que necessita de uma resposta mais global", ressaltou.

Garantiu igualmente que, em 2015 e no futuro, a MISAHEL continuará a procurar as vias e os meios de dar uma chance à paz, à]solidariedade e à prosperidade.

"Em 2015, faremos a guerra contra o terrorismo!", sustentou Buyoya.

A segunda prioridade é relativa ao respeito dos direitos humanos cujos casos de violações constatados em 2014 no Mali foram relativamente numerosos.

Os desafios neste aspeto concernem à cobertura máxima da vigilância e ao aumento dos inquéritos pelas organizações dos direitos humanos, ao acompanhamento dos casos em processo nos tribunais e aos casos de alegações de violações dos direitos das mulheres em Gao e, por fim, à promoção dos direitos humanos através das atividades de reforço das capacidades dos atores locais.

A MISAHEL foi criada em agosto de 2013 depois da Missão Internacional de Apoio ao Mali sob a direção africana (MISMA) para manter uma presença efetiva no Sahel.

-0- PANA BAL/JSG/SOC/CJB/IZ 24jan2015

24 Janeiro 2015 19:47:09




xhtml CSS