Terceiro Festival Mundial das Artes Negras constitui excelente ideia, diz SG da Francofonia

Dakar, Senegal (PANA) – A organização da terceira edição do Festival Mundial das Artes Negras (de 10 a 31 de Dezembro) no Senegal foi uma excelente ideia, declarou quarta-feira à noite o secretário-geral da Organização Internacional da Francofonia (OIF), Abdou Diouf, nas ondas da Rádio Televisão Senegalesa.

No termo duma audiência que lhe concedeu o Presidente senegalês, Abdoulaye Wade,   Diouf (ex- chefe de Estado do Senegal) indicou que o seu interlocutor fez muito bem em tomar a iniciativa de organizar esta manifestação, no contexto atual marcado por crises económicas e de referências.

"Era uma excelente ideia de organizar este evento apresentado como o maior encontro da cultura negra", indicou  Diouf, acrescentando que, depois do primeiro Presidente do Senegal,  Léopold Sédar Senghor, que, com intelectuais, realizaram "o primeiro Festival Mundial dos Negros em 1966,  nós devemos revitalizar os valores culturais do mundo negro, negro-africano e africano".

"Nós devemos lutar para revalorizar o nosso património e produzir cada vez mais e melhor. Este festival é uma oportunidade sonhada para continuar este combate", indicou Diouf.

Na sua ótica, "é só com base nos seus valores culturais, ,mas de forma inteligente, que o Senegal, África e a sua diáspora, de forma geral, poderão enfrentar este desafio".

O SG da OIF defendeu que a organização do terceiro FESMAN é a ilustração da opinião geralmente admitida no seio dos círculos internacionais de que o continente africano reparte em boas bases.

-0- PANA SIL/TBM/FK/DD 30 Dez010

30 Dezembro 2010 22:08:48




xhtml CSS