Taxa de álcool nos automobilistas baixa de 0,8 para 0,5% em Cabo Verde

Praia, Cabo Verde (PANA) – O Plano Estratégico multissetorial de combate ao uso abusivo do álcool em Cabo Verde prevê a diminuição da taxa do álcool no sangue (alcolemia) nos automobilistas dos atuais 0,8 para 0,5 porcento, apurou a PANA, quinta-feira, na cidade da Praia.

Em declarações à imprensa à margem da reunião alargada do Ministério da Saúde e da Inclusão Social, que decorre na Cidade Velha, de 08 a 12 deste mês, a diretora nacional da Saúde, Maria da Luz Lima, disse que o Plano Estratégico, elaborado em 2015 e publicado no Boletim Oficial  em abril deste ano, tem várias orientações estratégicas, nomeadamente, a parte de informação, comunicação, educação para saúde, o tratamento e a legislação.

A título de exemplo, ela apontou, para além da proposta da legislação para baixar o nível da taxa do álcool no sangue nos automobilistas, a estratégia para combater o alcoolismo no ambiente laboral, as orientações estratégicas a nível da sinistralidade rodoviária relacionada com o álcool, orientação estratégica para prevenir o acesso das crianças e dos jovens ao alcoolismo, entre outras.

Segundo a diretora Nacional da Saúde, o objetivo não é fazer com que as pessoas não consumam álcool, mas que “pelo menos evitem o uso abusivo e reduzam as consequências que são graves e até matam em Cabo Verde”.

O alcoolismo, conforme Maria da Luz Lima, é um problema “transversal e enraizado” na sociedade cabo-verdiana, desde sempre, lembrando que o contacto com o álcool no país é “muito precoce”, traduzindo-se nos impactos na saúde, que são tanto das doenças mentais, como das doenças crónicas transmissíveis e não transmissíveis.

Os especialistas consideram que o uso de bebidas alcoólicas por menores de idade, jovens e adultos em Cabo Verde é um grande desafio para a saúde pública e para o setor da comunicação, visando a mudança de atitude e de comportamento.

-0- PANA CS/IZ 11ago2016

11 Agosto 2016 15:05:04


xhtml CSS