Tanzânia decreta três dias de luto nacional por morte de Mandela

Dar-es-Salaam, Tanzânia (PANA) - O Presidente tanzaniano, Jakaya Kikwete, anunciou sexta-feira que o seu país vai observar três dias de luto nacional e as bandeiras serão colocadas à meia-haste na sequência da morte do antigo Presidente sul-africano, Nelson Mandela, aos 95 anos de idade.

Numa mensagem de condolências endereçada ao Presidente sul-africano, Jacob Zuma, e à viúva de Mandela, Graça Machel, sua família e ao conjunto da nação sul-africana, Kikwete sublinha que o mundo inteiro chora a sua morte ocorrida quinta-feira após prolongada doença.

"O mundo perdeu um grande homem e um herói do século XX e do século XXI. Compreendemos o sentimento de dor dos Sul-Africanos face à perda dum líder tão corajoso, revolucionário e perseverante", escreve o Presidente tanzaniano.

Para ele, Mandela ilustrou-se de "maneira extraordinária pelo seu sentido de perdão,  compaixão e amor que lhe permitiram unir todos os Sul-africanos enquanto nação depois duma longa luta contra o apartheid".

"Mandela é um exemplo incomparável. Todo o povo da África do Sul, do continente africano e do mundo inteiro devem seguir o exemplo de Mandela, particularmente pelo seu espírito patriótico que lhe permitiu renunciar a sua própria vida para os seus compatriotas", sublinhou.

"Rezemos por que Deus Tudo Poderoro acolha a alma do Mzee (patriarca) Mandela na sua paz eterna", concluiu o Presidente tanzaniano na sua mensagem.

-0- PANA AR/MA/NFB/JSG/MAR/TON  06dez2013

06 Dezembro 2013 11:18:01




xhtml CSS