Taiwan financia com $ 2,7 milhões unidade de cardiologia no Burkina Faso

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – A República da China (Taiwan) concedeu ao Burkina Faso um bilião 500 milhões de francos CFA (mais de dois milhões 700 mil dólares americanos) para a instalação duma unidade de angiografia e cardiologia de intervenção num hospital de Ouagadougou, soube a PANA esta quarta-feira, junto do Ministério das Finanças.

Esta importante doação vai permitir reestruturar as instalações já existentes no Centro Hospitalar Universitário (CHU) de Tengandogo, equipá-las e proceder-se à formação do pessoal necessário para o funcionamento desta unidade que constitui uma primeira do género no Burkina Faso,  lê-se num comunicado do Ministério das Finanças.

«As duas partes congratularem-se com a excelência e exemplaridade da cooperação entre a República da China (Taiwan) e o Burkina Faso, comprometeram-se a fazer o seu possível  a fim de que os recursos concedidos sejam utilizados com eficácia e transparência, para o bem-estar das populações », precisa o texto.

Os projetos bilaterais por parte de Taiwan existem em todos os setores no Burkina Faso, nomeadamente a formação profissional, a assistência técnica na área da agricultura,  a importação da técnica solar, a construção de hospitais e o ensino do chinês.

A China-Taiwan foi reconhecida em 1995 por 15 Estados africanos, mas em 2017 apenas dois, designadamente o Burkina Faso e a Swazilândia, continuam a reconhecê-la como tal, refere-se

-0- PANA NDT/BEH/FK/DD 21dez2017

21 Dezembro 2017 09:55:26


xhtml CSS