Suspeitos bombistas de Baidoa detidos na Somália

Nairobi- Quénia (PANA) – Os polícias somalís reali-zaram um novo progresso nos seus esforços para investigar sobre a tentativa de assassinato, há dez dias, contra o Presidente interino do país Abdullahi Yusuf com a detenção quinta- feira de três líderes islamitas suspeitos de terem planeado o ataque.
A Polícia somalí disse que além da captura destes suspeitos, entre os quais um líder muçulmano, foram apreendidos explosivos possivelmente usados no ataque ocorrido a 18 de Setembro ao qual sobreviveu o Presidente Yusuf e que foi totalmente condenada por todos os países vizinhos.
O Presidente Yusuf escapou ao ataque algumas horas depois de ter discursado durante uma sessão chave no Parlamento sediado em Baidoa, onde foi pedir a aprovação do novo governo formado pelo primeiro-ministro Ali Gedi.
A polícia somalí disse que as detenções de quinta-feira se seguem a denúncias segundo as quais um dos veículos utilizados durante o ataque foi visto a sair de Baidoa, a cerca de 100 quilómetros no noroeste de Mogadíscio, a capital do país.

28 Setembro 2006 22:21:00




xhtml CSS