Sulafricanos terminam 16 dias de activismo contra violência

Cidade do Cabo- África do Sul (PANA) -- O ministro Sulafricano do desenvolvimento, Zola Skweyiya, desafiou os adultos a resistir à todas as formas de má conduta e e abuso contra as mulheres, crianças e velhos nas suas comunidades, onde devem se unir para garantir um ambiente de vida segura.
Num discurso dirigido a cerca de 300 idosos na Cidade do Cabo esta terça-feira, Skweyiya disse que os 16 dias de Activismo Contra a Violência sobre as Mulheres e Crianças foi um grande sucessso.
Afirmou que serviu para sensibilizar as pessoas em todo país sobre a necessidade de se condenar o abuso e a indiferença na sociedade.
"Actos de violência e abusos contras as mulheres e as crianças bem como pessoas idosas perecisam de ser denunciados às autoridades e outras estrturas comunitárias apropriadas, por foma a que as nossas comunidades se tornem em áreas interditas a actos repreensíveis de abuso e negligência que são contrários a nossa cultura e história.
A vossa contribuição na construção da nova África do Sul e´apreciada por nós todos e é por isso que vos chamamos aqui para mostrar a nossa gratidão", disse o ministro aos cidadãos idosos.
Entretanto, uma nova legislação destinada a promover os direitos das pessoas idosas e proteje-las de abusos bem como melhorar os seus serviços deverá entrar em vigor no próximo ano.

11 Dezembro 2002 10:52:00




xhtml CSS