Subvenção de mais de 800 mil dólares à imprensa privada no Gabão

Libreville- Gabão (PANA) -- O Ministro gabonês da Comunicação, Medhi Teale, procedeu sábado a repartição de uma subvenção de 500 milhões de FCFA (mais de 800 mil dólares) destinados à imprensa privada gabonesa.
A entrega de cheques a 14 directores dos jornais que funcionaram de maneira mais ou menos regular nos dois últimos anos ocorreu durante uma cerimónia oficial organizada por ocasião do Dia internacional da liberdade da imprensa.
O montante concedido a cada órgão de comunicação não foi revelado.
Teale preveniu entretanto que só os jornais que dêem prova de profissionalismo poderão beneficiar deste fundo no futuro.
A atribuição de uma subvenção anual à imprensa gabonesa faz parte das disposições do código da imprensa cuja última moção poderá ser adoptada nos próximos dias pelo Parlamento, recordou Reale.
Em 2001, um envelope de 250 milhões de FCFA (420.
875 dólares) havia sido entregue a este sector pelo chefe de Estado gabonês, Omar Bongo, que julgava como inaceitáveis as condições de trabalho da imprensa privada local.
Privada de publicidade e evoluindo com uma tiragem muito reduzida pela publicação (três mil a cinco mil exemplares), a imprensa independente gabonesa tem poucos recursos financeiros.
A maioria dos jornais não têm sedes apropriadas nem orçamento de funcionamento.
Actualmente, praticamente todos os jornais privados, que escapam às tarifas elevadas da única tipografia local, imprimem os seus trabalhos em Douala (Camarões).
Todavia, vários editores de jornais expressaram a sua desconfiança ao receber esta subvenção na manhã de sábado, receando que o governo e o Conselho Nacional da Comunicação (CNC) se sirvam disto como um meio de pressão para controlarem a imprensa privada.

04 Maio 2003 11:05:00




xhtml CSS