South African Airways abre inquérito sobre morte de passageiro clandestino

Cidade do Cabo, África do Sul (PANA) – A South African Airways (SAA) anunciou a abertura de um inquérito internacional na sequência da descoberta dum homem morto no trem de aterragem de um dos seus aparelhos à sua chegada a Washington (Estados Unidos) proveniente de Dakar (Senegal).

Segundo o porta-voz da SAA, Tlali Tlali, a companhia aérea vai cooperar totalmente com as autoridades e os serviços de segurança norte-americanos para um inquérito diligente e aprofundado sobre este incidente depois da descoberta do corpo de um indivíduo não identificado no trem de aterragem do avião no Dulles International Airport de Washington.

Tlali indicou que o corpo foi descoberto no trem de aterragem do voo SA 207 que deixou Joanesburgo quarta-feira para Wasghingon, passando pela capital senegalesa.

"No aeroporto de Dulles foi descoberto que o trem de aterragem do aparelho estava defeituoso. A SAA enviou os seus engenheiros e técnicos aos Estados Unidos para identificar a causa desta avaria e remediar este problema", afirmou.

"Depois de testes no aparelho, os engenheiros da SAA descobriram um corpo humano no trem de aterragem central", sublinhou Tlali.

Há dois anos, dois incidentes trágicos similares foram registados no Reino Unido em voos provenientes da África do Sul.

Em julho de 2012, um passageiro clandestino da África do Norte caiu dum avião numa rua de Londres e um mês mais tarde um homem que subiu a vedação do aeroporto internacional do Cabo foi encontrado morto no trem de aterragem dum aparelho da British Airways quando ele aterrou em Londres no dia seguinte.

-0- PANA CU/SEG/FJG/JSG/IBA/FK/TON  17fev2014

17 Fevereiro 2014 16:35:45




xhtml CSS