Somália lança operações de limpeza na capital após ataque terrorista

Mogadíscio, Somália (PANA) – A família das instituições e programas das Nações Unidas está a mobilizar-se no terreno para dar a sua resposta às operações de limpeza e de recuperação em Mogadíscio na sequência do ataque, a carro armadilhado, que abalou a cidade, sábado último, provocando a morte de 300 pessoas e várias centenas de feridos.

Segundo um comunicado das Nações Unidas publicado quinta-feira, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF),  o Gabinete do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR), a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNU) e o Escritório da ONU para a Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA) são, entre outras, as instituições onusinas presentes no terreno.

Mais de 100 pessoas membros do pessoal das Nações Unidas doaram o seu sangue para ajudar os feridos.

O comunicado indica ainda que o Serviço de Ações para as Minas das Nações Unidas (UNMAS) enviou conselheiros técnicos, enfermeiros  e caninos na zona do incidente situada perto do Hotel Safari.

A Unidade de Intervenção dos Bombeiros da UNSOM e a Representação de Apoio das Nações Unidas na Somália participam eficazmente nas operações, utilizando equipamentos especializados de deteção de pessoas em vida para procura eventuais sobreviventes.

Segundo a UNSOM, vários jovens estudantes das universidades locais participaram igualmente nas operações de limpeza e de recuperação lançadas no início desta semana.

Mais de 300 jovens voluntários participam igualmente ao lado do presidente da Câmara Municipal de Mogadíscio, Thabit Abdi Mohamed, nas operações de remoção dos destroços.

-0- PANA MA/BAD/IS/FK/IZ 20out2017

20 Outubro 2017 19:58:28




xhtml CSS