Somália admite adiamento de eleições

Mogadíscio, Somália (PANA) – O presidente da Comissão Eleitoral Federal Somalí, o advogado Omar Mohamed Abduli, afirmou, numa entrevista a uma rádio local, quarta-feira última, a possibilidade do adiamento das eleições previstas para este ano no país.

A Comissão dispõe dum programa que fixa a data e o orçamento das eleições, disse Abduli, sublinhando, no entanto, que a Comissão "não será responsável" por qualquer atraso na medida em que ela está a trabalhar com outras estruturas no quadro destas eleições.

Ele precisou que as suas antigas funções enquanto conselheiro jurídico do Presidente somalí, Hassan Sheikh Mahmoud, não mancharão a credibilidade da Comissão, uma vez que a sua missão no gabinete do Presidente era "garantir a conformidade dos projetos adotados pelo Parlamento com a Constituição e as leis do país".

Vários  líderes políticos da oposição emitiram dúvidas sobre a credibilidade e a independência da Comissão Eleitoral a nível federal após a designação à sua frente do advogado Abduli, antigo conselheiro  jurídico do Presidente Mahmoud, candidato às eleições presidenciais, lembre-se.

-0- PANA AD/IN/IS/SOC/FK/IZ 21julho2016

21 Julho 2016 16:22:08




xhtml CSS