Somália acusa Etiópia de enviar tropas na fronteira comum

Mogadíscio- Somália (PANA) -- O Governo Nacional de Transição e o Parlamento de Transição da Somália iniciaram uma reunião extraordinária para discutirem um alegado envio de tropas pela Etiópia na sua fronteira comum, informaram segunda-feira fontes dignas de fé.
Fontes na capital somalí disseram que milhares de soldados etíopes foram enviados na fronteira comum entre a Somália e a Etiópia nos últimos três dias.
Não foram adiantados mais detalhes da reunião de emergência que vai terminar terça-feira.
Segundo testemunhas, tropas etíopes foram vistas nas cidades fronteiriças de Sufka, Dolow, Mustahil e Ferfer, tendo alguns dos militares atravessado a fronteira e entrado nas localidades somalís de Elberde e Qurajome, na região de Bakol.
Notícias provenientes dos locais onde as tropas foram vistas dão conta de que os militares não cometeram nenhuma atrocidade nas zonas fronteiriças, mas as autoridades somalís estão preocupadas com o elevado número de soldados etíopes e seu arsenal.
Esta não é a primeira vez que surgem informações sobre a presença e incursão de tropas etíopes na fronteira com a Somália, mas Addis Abeba tem desmentido as alegações.

10 Março 2003 16:54:00




xhtml CSS