Sociedade civil solicitada a propor candidatos à Presidente de transição no Burkina Faso

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – A missão de alto nível da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) pediu, esta quarta-feira, à sociedade civil para propor num prazo de duas horas três nomes de candidatos à Presidente de transição no Burkina Faso na sequência da demissão do Presidente Blaise Compaoré e a tomada do poder pelo Exército, soube-se de fontes seguras.

Esta revelação foi feita pelo professor Luc Marius Ibriga no termo duma reunião na qual participam os chefes de Estado do Gana, John Dramani, da Nigéria, Goodluck Jonathan, e do Senegal, Macky Sall.

Os partidos da oposição que desejam que a transição seja democrática e civil recusaram qualquer declaração no termo da sua reunião com a missão da CEDEAO.

Em torno da mesa de negociações figuram os facilitadores da União Africana (UA), da CEDEAO, das Nações Unidas, bem como o Presidente interino, o tenente-coronel Isaac Zida, que estão a discutir com os diferentes atores da crise sociopolítica.

A União Africana deu duas semanas aos militares para estabelecer uma transição democrática e civil sob pena de sanções contra o Burkina Faso.

Sublinhando que o prazo dever ser discutido entre os atores, a sociedade civil e a comunidade internacional, o professor Augustin Loada, do Centro de Governação Democrática (CGD), está convencido que, no termo das duas semanas, um processo de  transição será lançado.

O professor Loada afirmou que a transferência do poder dos militares para os civis deve igualmente ser objeto de discussões.

-0- PANA NDT/IS/BEH/FK/TON 05 nov 2014

05 Novembro 2014 17:36:02




xhtml CSS