Sociedade civil defende candidaturas diversas às próximas eleições na Mauritânia

Nouakchott, Mauritânia (PANA) - O Manifesto para os Direitos Políticos, Económicos e Sociais dos Haratines (MDPESH), uma organização da sociedade civil, recomenda a todos os partidos políticos da Mauritânia, tanto da maioria como da oposição, para primarem para a "diversidade étnica, social e cultural" na preparação de listas de candidatos às próximas eleições legislativas, regionais e municipais.

"A natureza dos acordos emergentes nas formações e coligações políticas de peso, na perspetiva das próximas batalhas eleitorais, favorece tradicionais quadros tribais e regionais em detrimento das convicções e slogans entretanto escandidos há vários anos, lê-se .Numa declaração enviada à PANA em Nouakchott, numa declaração da referida entidade entregue à PANA em Nouakchott.

O MDPESH diz recear "uma exclusão programada dos quadros e competências saídas da componente Haratine" e pede "um aumento da oferta de oportunidades políticas a favor dos grupos e conjuntos marginalizados, através de seus representantes na Assembleia Nacional nos conselhos regionais e municipais ".

O grupo "Haratine" na Mauritânia, cujo peso demográfico permanece no centro de uma controvérsia viva, é uma componente da sociedade mauritana, vítima da prática da escravidão durante várias centenas de anos.

A Mauritânia está a caminho das eleições gerais marcadas  para 1 de setembro próximo.

-0- PANA SAS/TBM/DIM/DD 11julho2018



11 july 2018 11:58:12


xhtml CSS