Soba zambiano anula casamentos entre raparigas menores e adultos

Lusaka- Zâmbia (PANA) -- Um chefe tradicional do distrito de Mansa, no norte da Zâmbia, anulou seis casamentos entre rapagrigas menores e homens adultos, sustentando que elas se deveriam preocupar mais com os estudos na escola.
Chief Chisunka advertiu que a sua autoridade jamais tolerará casamentos precoces e que no futuro tomará medidas contra os pais que deixarem casar as suas filhas nestas condições em troca de valores, noticiou terça-feira o Zambia Daily Mail (diário pró-governemental).
O dignitário indicou que estas raparigas, cuja idade não foi revelada, foram reconduzidas à escola prometendo continuar a oberservá-las até que terminem os seus estudos.
"Quando ouvi que raparigas da minha aldeia abandonaram a escola e teriam casado, fiquei muito surpreendido e mandei-as voltarem à escola", declarou.
Chisunka deplorou o facto de alguns pais estarem prontos para sacrificar o futuro das suas filhas a uma soma de dinheiro derisória em vez de investir nos seus estudos para que elas possam ter a oportunidade de encontrar mais tarde empregos decentes.
O soba declarou-se decepcionado por alguns defensores dos direitos humanos e por outras pessoas envolvidas na protecção da infância que nada fazem para proteger jovens raparigas menores na sua região contra abusos dos seus pais ou de seus encarregados de educação.

01 Julho 2008 21:44:00




xhtml CSS