Situações em África e no Mundo árabe analisadas em Sirtes

Sirtes- Líbia (PANA) -- O secretário do Comité Popular Geral Líbio das Relações Exteriores e Cooperação Internacional, Aderrahman Chalgham, disse que a cimeira tripartida de Sirtes (centro da Líbia) entre o chefe de Estado líbio, Muamar Kadafi, e os seus homólogos egípcio, Hosni Moubarak, e argelino, Abdelziz Bouteflika, examinou questões internacionais relativas à bacia mediterrânica, à activação da União Africana (UA) e à situação no Mundo árabe.
Numa declaração à imprensa no termo desta cimeira realizada terça- feira, o chefe da diplomacia líbia afirmou que se tratava duma reunião sem agenda nem questões previamente determinadas, mas dum almoço de discussões e consulta entre os três líderes e constituiu uma oportunidade para cada um deles trocar as suas ideias sobre questões de interesse comum.
O porta-voz da Presidência egípcia, Sleiman Awad, anunciou, por seu turno, que a cimeira examinou as questões que serão inscritas na agenda da próxima cimeira da UA prevista para 29 e 30 Janeiro em Addis Abeba (Etiópia), sobretudo a situação em Darfur (oeste do Sudão) e na Somália.
Indicou igualmente que o Presidente Hosni Moubarak informou durante este encontro os seus homólogos sobre a iniciativa da paz no Médio Oriente, apresentada pela secretária de Estado americana Condoleeza Rice durante a sua passagem pelo Egipto no quadro dum périplo regional, bem como os resultados das suas reuniões pessoais com o enviado especial da União Europeia, Xavier Solana.
Awad acrescentou que a cimeira de Sirtes passou igualmente em revista a situação no Líbano e o clima de guerra civil prevalecente no Iraque.
Os Presidentes egípcio, Hosni Moubarak, e argelino, Abdelziz Bouteflika, deixaram Sirtes terça-feira à noite logo depois deste encontro.

24 Janeiro 2007 12:39:00




xhtml CSS