Situação sanitária torna-se muito crítica na Líbia, diz OMS

Genebra, Suíça (PANA) – A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a situação sanitária da Líbia, exposta a um conflito armado, tornou-se muito crítica devido ao défice dos serviços médicos oferecidos e à falta de financiamento para todos os setores vitais do país.

Segundo o site Internet das Nações Unidas, que cita o porta-voz da OMS, Ahmed Salem, “as últimas estastísticas sobre os serviços sanitários na Líbia mostram que, em quase 95 hospitais, apenas quatro trabalham a 75 ou 85 porcento das suas capacidades.

Por outro lado, 45 porcento destes hospitais foram encerrados, enquanto 40 porcento funcionam a 50 porcento das suas capacidades, o que provoca ameaças no sistema de saúde da Líbia.

Marcado por um défice agudo dos produtos elementares, o sistema sanitário líbio está ameaçado dum desabamento total, se medidas urgentes não forem tomadas para remediar a situação, indicou a OMS.

-0- PANA AD/IN/JSG/FK/IZ 5jan2016

05 Janeiro 2017 15:53:25


xhtml CSS