Sindicatos angolanos exigem participação na discussão orçamental

Luanda- Angola (PANA) -- As duas principais confederações sindicais angolanas, UNTA-CS e CGSILA, exigiram esta semana a sua participação na discussão do orçamento geral do Estado (OGE) enquanto paeceiros sociais do governo.
  Esta exigência foi feita no final de um debate sobre a estratégia do governo de combate à pobreza visando a definir áreas de intervenção dos sindicalistas.
O debate foi conjuntamente organizado pela Central Geral dos Sindicatos Livres de Angola (CGSILA) e pela União Nacional dos Trabalhadores Angolanos-Confederação Sindical (UNTA-CS), em colaboração com a ONG alemã Friedrich Ebert.
Os 50 sindicalistas participantes no debate dizem que a sua não participação nas discussões de programas sócio-económicos do governo faz com que estes não sejam conhecidos pelos trabalhadores.
Num comunicado emitido no termo do debate, os sindicalistas exigem que sejam considerados parte integrante do processo de consultas por constituirem um dos principais parceiros sociais do governo.
   As implicações das medidas aplicadas pelo governo no combate à pobreza e os factores globais que influenciam as decisões de governação foram entre outros os temas analisados durante o debate.
  

06 Dezembro 2003 13:22:00


xhtml CSS