Sete mortos e 10 feridos em explosão de carro armadilhado no leste da Líbia

Tripoli, Líbia (PANA) – Sete pessoas morreram e 11 outras ficaram feridas na explosão de uma viatura armadilhada, quinta-feira à noite, numa rua movimentada de Benghazi, no  leste da Líbia, confirmaram sexta-feira fontes hospitalares.

Num sinal de persistência da insegurança naquela que é a segunda maior cidade do país, apesar da expulsão dos grupos armados extremistas islamitas, o carro explodiu perto do Hotel Tibserti, situado na Avenida Gamal Abdelnasser, em pleno centro da cidade.

Trata-se de uma rua muito frequentada neste período de Ramadão (jejum muçulmano), em que as atividades noturnas se intensificam, precisou uma fonte de segurança.

O ataque não foi ainda reivindicado, mas responsáveis de segurança da cidade tentam imputá-lo a células de grupos islamitas extremistas que foram expulsos ultimamente da cidade pelo Exército Nacional líbio.

Num comunicado publicado esta sexta-feira, o Parlamento líbio condena este ataque, apelando aos órgãos do Ministério do Interior e a unidades militares para capturar os seus autores e entregá-los à Justiça.

Lembre-se que dois ataques mortais, cometidos em janeiro e fevereiro últimos em mesquitas em Benghazi, fizeram respetivamente 40 mortos e 60 feridos e um morto e 150 feridos.

Berço da Revolução Líbia de 17 de fevereiro de 2011, que derrubou o regime do coronel Muamar Kadafi, Benghazi registou várias fases de violência antes de o marechal Khalifa Hafter lançar uma operação militar, batizada Karama, para expulsar os grupos extremistas islamitas após três anos de combates.

-0- PANA BY/JSG/FK/IZ 25maio2018

25 Maio 2018 14:37:15


xhtml CSS