Serra Leoa regista zero infeção de Ébola pela primeira vez

Freetown, Serra Leoa (PANA) – A Serra Leoa registou no fim de semana zero infeção do vírus Ébola, uma primeira desde o surto da doença neste país oeste-africano, em maio de 2014.

A PANA apurou que o país registou mais casos de infeção confirmados (11 mil e 751) que todos os outros países da União do Rio Mano mais afetados pela epidemia (Guiné-Conakry e Libéria), com o número de mortos estimado em três mil e 700, mais de um terço do total de 10 mil e 194.

O Presidente Ernest Bai Koroma anunciou sábado, numa emissão de rádio especial, um isolamento nacional de três dias.

Ele declarou que o isolamento, que vai começar a 27 de março e terminar a 29 de março corrente, permitirá aos Serraleoneses apropriar-se do impulso final para zero infeção.

As novas medidas anunciadas pelo Presidente compreendem a interdição de viagem para todos os cidadãos durante o isolamento de três dias, exceto os trabalhadores essenciais.

Num desenvolvimento conexo, a Libéria confirmou um novo caso de Ébola, destruindo as esperanças de que o país estava isento de Ébola.

Uma mulher foi testada positiva da doença sexta-feira, pondo termo a 20 dias consecutivos de ausência de novos casos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 42 dias devem ocorrer desde o último caso conhecido para que o país seja isento de Ébola.

-0- PANA SBA/SEG/AR/MTA/IS/SOC/MAR/IZ 23março2015


23 Março 2015 10:02:09


xhtml CSS