Senegal acolhe colóquio internacional sobre Islão em África

Dakar- Senegal (PANA) -- Um Colóquio Internacional sobre o Islão nas sociedades da África Subsariana decorrerá de 4 a 5 de Fevereiro próximo em Dakar, a capital senegalesa, soube quinta-feira a PANA junto dos organizadores do evento.
O encontro organizado na perspectiva da cimeira da Organização da Conferência Islâmica (OCI), prevista para 13 a 14 de Março próximo, em Dakar, sob o lema "O Islão nas sociedades da África Subsariana: Desafios e Respostas", vai reagrupar delegados de uma dezena de países africanos, indicam os organizadores.
O encarregado de programas da Fundação Konrad Adenauer no Senegal, a promotora deste Colóquio, Ete Gierczynski-Bocandé, estimou que o Islão praticado em vários países da África Ocidental é mal conhecido no resto do mundo.
"Este Islão tem as suas particularidades, e possui enormes riquezas que podem fornecer ao património mundial", acrescentou Bocandé, sublinhando que desde 11 de Setembro de 2001, a imagem do Islão foi manchada, sobretudo na Europa e nos Estados Unidos.
Bocandé indicou igualmente que o objectivo do Colóquio é permitir aos diferentes peritos, islamólogos, historiadores, líderes políticos e religiosos discutirem sobre as respostas que o Islão pode fornecer a questões complexas da actualidade, tais como os sistemas de governo, a democracia, a secularização, a questão do género, a economia, os direitos humanos e a paz.
"Chegou a hora de os investigadores reflictirem sobre esta questão", declarou por seu lado Abdoul Aziz Kébé, um islamólogo e professor na Universidade Cheik Anta Diop de Dakar.
Para ele, existe o desafio que os países muçulmanos da África Subsariana "têm um Islão tolerante, coabitando pacificamente com as outras religiões.
E os valores tradicionais africanas devem responder ao actual contexto marcado pelo aumento do Islão radical".

31 Janeiro 2008 19:23:00


xhtml CSS