Semana Africana de Vacina lançada no Congo

Brazzaville, Congo (PANA) - A 8ª edição da Semana Africana de Vacinação acaba de ser lançada nesta quinta-feira no Congo com uma taxa muito baixa de cobertura vacinal registada nos últimos anos, indica um relatório da ministra congolesa da Saúde e População, Jacqueline Lydia Mikolo.

"As baixas de cobertura vacinal registadas nos últimos anos no Congo mostram que ainda há um grande número de crianças não vacinadas", lamentou a governante, convidando no entanto os seus compatriotas a vacinarem os seus filhos para os proteger contra doenças virais.

"Esta é uma oportunidade que nos permite atingir essas crianças não vacinadas", acrescentou Mikolo, destacando que a vacinação é uma grande intervenção da saúde pública de que beneficia a criança para a sua sobrevivência.

A Semana Africana de Vacinação deu ênfase ao reforço da defesa, ao alargamento da participação comunitária e à melhoria da prestação de serviços de vacinação.

Por  sua vez, a representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Micaela Marques de Sousa, enfatizou que a vacinação é uma responsabilidade partilhada e que todos devem desempenhar um papel para permitirem imunizar um grande número de crianças,  mulheres grávidas, a fim de salvar 800 mil vidas que, duma outra forma, se perderiam por causa das doenças como o tétano, a coqueluche, o sarampo e outras".

Esta Semana Africana de Vacinação, celebrada sob o lema "As vacinas funcionam, participem", diz respeito a crianças menores dos cinco anos de idade, a mulheres grávidas e mulheres puérperas nos últimos dois meses.

-0- PANA MB/DIM/DD 26abril2018



26 avril 2018 12:18:33


xhtml CSS