Seis países apoiam adesão da Guiné-Conakry ao CILSS

Praia- Cabo Verde (PANA) -- Cabo Verde e cinco outros países membros do Comité Inter-estatal de Luta Contra a Seca no Sahel (CILSS) manifestaram o seu apoio à candidatura da Guiné Conakry a membro de pleno direito da organização, apurou a PANA na capital cabo-verdiana.
O apoio vem expresso num documento aprovado numa conferência, em Praia, sobre os entraves à promoção das trocas de produtos agro- alimentares na sub-região oeste-africana.
Fundado a 12 de Setembro de 1973, o CILSS integra agora nove países (Burkina Faso, Cabo Verde, Gâmbia, Guiné-Bissau, Mali, Mauritânia, Niger, Senegal e Tchad) e tem como missão a busca da segurança alimentar e a luta contra os efeitos da seca nesse espaço de 5,4 milhões de quilómetros quadrados e uma população de pouco mais de 50 milhões de habitantes.
O encontro de Praia, organizado pelo CILSS no âmbito de um programa de segurança alimentar, contou com a participação de operadores económicos de Cabo Verde, Gâmbia, Guiné-Bissau, Mali, Mauritânia e Senegal, todos membros da organização saheliana, e da Guiné Conakry.
Entre outras recomendações adoptadas na reunião destaca-se a criação de um sistema de informação para a promoção das trocas comerciais nos países sahelianos, onde os constrangimentos ligados aos sistemas de transportes e de pagamentos têm constituído os principais entraves ao comércio e ao desenvolvimento da integração regional.

03 Agosto 2003 12:54:00


xhtml CSS