Seis novos países africanos aderem à Universidade Virtual Africana

Dakar, Senegal (PANA) - Seis novos países africanos aderiram à Universidade Virtual Africana (UVA), elevando assim o seu número para 14, segundo um comunicado da organização chegado terça-feira à noite à PANA.

Trata-se do Benin, do Burkina Faso, do Gana, da Guiné, do Níger e do Sudão do Sul.

Segundo o comunicado, estas novas adesões confirmam que a UVA oferece uma solução alternativa para o acesso a um ensino superior de qualidade no continente.

"A assinatura da carta da UVA por estes novos membros demostra o engajamento dos Governos africanos a trabalhar com a UVA para promover a utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) na educação no continente", sublinha o comunicado.

Antes da chegada destes novos países, os membros da UVA, criada em 1997, eram a Côte d’Ivoire, o Mali, Moçambique, a Mauritânia, a República Democrática do Congo (RDC), o Senegal, a Tanzânia e o Quénia, cuja capital, Nairobi, acolhe a sede da estrutura.

A UVA é "uma organização intergovernamental pan-africana, cujo objetivo é aumentar significativamente o acesso ao ensino superior e à formação de qualidade pela utilização inovadora das TIC".

"Desde a sua criação, a UVA formou 43 mil estudantes africanos e instaurou a maior rede de instituições de formação abeta, à distância e em e-Learning, em 27 países da África Subsariana", indica o comunicado.

-0- PANA SIL/JSG/MAR/IZ 05set2012

05 Setembro 2012 19:11:23


xhtml CSS