Seicheles pedem anulação de quotas em atraso na União Africana

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- As ilhas Seicheles solicitaram à União Africana (UA) a anulação de 60 porcento dos atrasados das suas contribuições estatutárias junto desta organização continental, apurou a PANA sexta-feira de fonte oficial em Addis Abeba (Etiópia).
De acordo com um relatório elaborado pelo Sub-comité das Contribuições do Comité dos Representantes Permanentes da UA (COREP), o pedido das ilhas Seicheles foi formulado em Dezembro de 2009, em Addis Abeba, durante a segunda reunião daquele órgão encarregue das cotizações.
Na altura, o Sub-comité constatou que o montante total das contribuições não liquidadas pelos Estados-membros da UA para o exercício de 2009 atingia 28 milhões 40 mil e 277,65 dólares americanos, o que correspondia a 31 porcento do orçamento deste mesmo ano fiscal.
Dos 53 Estados-membros, 11 tinham atrasados de um ano ou mais, 24 não tinham atrasados, 18 pagaram integralmente as suas contribuições para 2009 e cinco pagaram antecipadamente as suas quotas de 2010, indica o documento sem citar nomes.
Segundo ainda o mesmo relatório, as Seicheles que também solicitaram o levantamento das sanções contra si pela acumulação de atrasados, propuseram pagar por fases, até Setembro de 2010, o remanescente da sua dívida no valor de 838 mil e 277,82 dólares americanos.
A anulação solicitada referia-se às contribuições anteriores à transformação, em 2002, da Organização de Unidade Africana (OUA) em União Africana.
Esta proposta implicaria o cancelamento de atrasados equivalentes a um milhão, 309 mil e 791,92 dólares americanos de um total de dois milhões, 148 mil e 69,74 dólares americanos.

29 Janeiro 2010 19:25:00




xhtml CSS