Secretário-geral do Magrebe árabe otimista sobre futuro da UMA

Túnis, Tunísia (PANA) - O secretário-geral da União do Magrebe Árabe (UMA), Taieb Baccouch, expressou, quarta-feira, o seu otimismo quanto à superação do estado de letargia em que esta organização se encontra há mais de duas décadas.

Baccouch fez esta declaração na sequência da proposta feita, terça-feira à noite, pelo rei de Marrocos, Mohamed VI, convidando a Argélia a um diálogo direto e franco entre os dois países para ultrapassar os seus diferendos.

O secretário-geral da UMA, que falava à margem da abertura da Cimeira da União Magrebina de Bancos, em Túnis, precisou que "os próximos meses vão abrir um novo período e fazer voltar a esperança por uma solução aos problemas do Magrebe Árabe ''.

Esforços e tentativas estão em curso neste domínio como a última proposta do soberano marroquino, que disse estar pronto para dialogar com a Argélia para ultrapassar os diferendos, disse Baccouch.

A construção do Magrebe visa reforçar os intercâmbios, dum lado e do outro, para alcançar a integração económica dos países-membros, acrescentou.

Para ele, a Cimeira da União Magrebina dos Bancosa, que se realiza atualmente, em Túnis, tem um valor intrínseco, considerando a importância dos temas tratados para o progresso e para enfrentar os desafios que o setor bancário do Magrebe  enfrenta.

Esses assuntos têm impactos no processo e no futuro da UMA que enfrenta dificuldades há um quarto de século, concluiu Baccouch.

-0- PANA YY/IN/DIM/IZ 08nov2018

08 Novembro 2018 13:02:59


xhtml CSS