Secretário-Geral da ONU condena assassinato de capacetes azuis em Darfur

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) - O Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, condenou domingo o assassinato de dois capacetes azuis da Operação Híbrida da União Africana-Nações Unidas em Darfur (MINUAD).

O Secretário-Geral "está consternado" que um outro ataque armado foi lançado por desconhecidos contra um comboio da MINUAD, perto de Greida, no sul de Darfur, durante a qual um capacete azul jordaniano e outro senegalês foram mortos, revela um comunicado divulgado segunda-feira em Nova Iorque.

O Secretário-Geral espera que o Governo do Sudão leve rapidamente à Justiça os responsáveis por este ato e apresente as suas sinceras condolências às famílias dos capacetes azuis mortos, acrescentou o comunicado.

Criada em 2007 pelo Conselho de Segurança da ONU, a MINUAD está encarregue, entre outros, de proteger os civis e garantir a assistência humanitária em Darfur.

O conflito em Darfur, que abala há mais de 10 anos o Sudão, fez cerca de 300 mil mortos e perto de dois milhões de deslocados.

Segundo a ONU, 14 capacetes azuis vítimas de violência pereceram em Darfur nos últimos seis meses.

-0- PANA AA/SEG/NFB/JSG/MAR/IZ 30dez2013

30 décembre 2013 13:11:48




xhtml CSS