Satélite nigeriano dado como desaparecido

Lagos- Nigéria (PANA) -- O satélite de comunicação colocado em órbita com grande pompa pela Nigéria, há 18 meses, desapareceu, noticiou quarta-feira o jornal privado "Thisday".
Denominado Satélite Nigeriano de Comunicações (NigComsat), este satélite de 40 biliões de nairas construído por Chineses teria registado um problema técnico, há algumas semanas, quando foi descoberto que ele utilizava um método tecnológico destinado à Ásia, em vez de África.
O jornal citou igualmente fontes não identificadas que declararam que era discutível a qualidade dos materiais utilizados para construir o satélite pelos chineses que o colocaram em órbita em nome da Nigéria em Março de 2007.
O satélite, que tem uma tempo de vida de 15 anos, possui uma estação de controlo no solo na capital nigeriana, Abuja, e uma estação de controlo complementar em Kashi, na China, além de quatro pontos de lançamento que estariam situados na África do Sul, na China, na Itália e no norte da Nigéria.
O NigComSat é um super satélite geoestacionário híbrido concebido para cobrir África, algumas regiões do Médio Oriente e a Europa do Sul e devia contribuir para digitalizar a economia nigeriana e promover o desenvolvimento tecnológico da Nigéria e de África.
Segundo o Thisday, o Governo Federal está chocado com o anúncio do desaparecimento do satélite e o Conselho Executivo Federal deverá deliberar sobre a questão durante a sua reunião em Abuja esta quarta- feira.
A Nigéria prepara-se para colocar em órbita um segundo satélite.

12 Novembro 2008 13:39:00


xhtml CSS