Salif Keïta apela Africanos a parar sacrifícios de albinos

Dakar, Senegal (PANA) – O músico maliano, Salif Keïta, apelou em Dakar, no Senegal, os Africanos a parar o sacrifício dos albinos.

« Há vários sacrifícios humanos em países como a Tanzânia, o Burundi e o Ruanda. É feio. A vida dum homem não deve ser sacrificada pela dum outro homem », declarou Salif Keïta quinta-feira durante uma conferência de imprensa em prelúdio ao espetáculo que animará sábado em Dakar com o músico senegalês Youssou Ndour.

« Deve-se falar disso. O albinismo é apenas uma falta de melanina na pele e nada mais. O albinismo não é maléfico e o albino não possui nenhuma potência mágica”, acrescentou o artista albino maliano.

« O lançamento do meu álbum, La Différence, permitiu falar disso e a algumas pessoas tomar consciência, mas é preciso ainda outras mensagens mais fortes », indicou o músico maliano.

-0- PANA SIL/AAS/MAR/TON 11março2011

11 Março 2011 13:02:21


xhtml CSS