Salários e subsídios representam 82% de despesas públicas na Líbia

Tripoli, Líbia (PANA) - As Alocações financeiras totais para salários e subsídios de produtos de consumo no orçamento de 2017, na Líbia, totalizaram 26,3 biliões de dinares líbios (cerca de 20 milhões de dólares americanos), ou seja, 82 porcento das despesas públicas totais do Estado,
revelam estatísticas oficiais publicadas pelo Banco Central da Líbia (CBL).

De acordo com um comunicado do BCL, a massa salarial elevou-se para 20,3 biliões de dinares líbios, enquanto seis biliões de dinares representam o envelope dedicado aos subsídios em relação aos 32,7 biliões de dólares americanos de despesas públicas.

Mas as estatísticas do Banco Central  para o período de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2017 indicam que as despesas de desenvolvimento representaram apenas 1,9 milhão de dinares líbios.

"Esses dados não incluem o total de gastos acumulados financiados pelo Banco Central em Beidha (leste), que ascendem a 22 biliões de dólares americanos", de acordo ainda com o Banco Central de Tripoli.

Lembre-se que existem dois bancos centrais da Líbia, sendo um em Tripoli e o outro em Beidha (leste),  uma situação que provocou uma grave crise económica marcada pela queda da taxa de câmbio do dinar e falta de liquidez nos bancos.

O défice orçamental diminuiu 48 porcento, no ano passado, de acordo com o Banco Central, registando 10,6 biliões de dinares em 2017, contra 20,3 biliões de dinares em 2016.

-0- PANA BY/DIM/IZ 07jan2018


07 janvier 2018 15:43:53




xhtml CSS