SG da ONU defende maior participação feminina na prevenção de conflitos

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) - O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, defendeu sexta-feira em Nova Iorque uma maior implicação das mulheres na prevenção e na mediação nos conflitos, afirmando que isto é essencial para a consolidação da paz e o reforço das fundações da democracia.

"A implicação das mulheres continua fraca tanto nos papéis oficiais como nos de observadoras. Esta situação deve mudar", disse.

Falando durante um debate do Conselho de Segurança sobre as mulheres, a paz e a segurança, Ban disse que a ONU vai doravante priorizar esta questão.

Ban indicou que o número de mulheres à frente de missões políticas, de manutenção de paz e de consolidação da paz da ONU passou de seis para 28 durante o ano passado.

Ele denunciou a persistência de graves abusos dos direitos das mulheres durante os conflitos.

«Enquanto existem progressos evidentes, continuo preocupado com a persistência de graves abusos dos direitos das mulheres», lamentou o Secretário-Geral da ONU.

O debate marca o 11º aniversário da adoção, pelo Conselho de Segurança da ONU, da resolução 1325 que prevê medidas para lutar contra o tratamento desumano e flagrante de que são vítimas as mulheres e as raparigas.

-0- PANA AA/VAO/NFB/AAS/SOC/CJB/TON 29out2011

29 Outubro 2011 13:44:06




xhtml CSS