SG da Francofonia insta Africanos a desempenhar seu papel na globalização

Dakar- Senegal (PANA) -- O secretário-geral da Organização Internacional da Francofonia (OIF), Abdou Diouf, convidou terça-feira, em Dakar, os Estados africanos a fazer valer os seus interesses e a desempenhar plenamente o seu papel na globalização.
"Querendo ou não, nada vai impedir África de se globalizar", declarou Diouf na abertura da 36ª Assembleia Parlamentar Francófona, sob a presidência do chefe de Estado senegalês, Abdoulaye Wade.
Ele saudou a organizaçao deste encontro que, segundo ele, permitirá refletir não só sobre o futuro da língua francesa, mas também sobre vários outros pontos inscritos na agenda dos parlamentares francófonos.
"Esta reunião permitirá pôr termo aos clichês anacrónicos existentes sobre África", frisou o secretário-geral da OIF, para quem o continente deve antes olhar para o seu talento e a sua dinâmica promissora a nível da democratização e da estabilidade.
Por seu turno, o presidente da Associação Internacional dos Parlamentares Francófonos (APE), Yvon Vallière, igualmente presidente da Assembleia Nacional do Quebeque, indicou que esta reunião tem um grande significado para o Parlamento Francófono porque tem lugar "numa altura em que, tal como a maioria dos países africanos, o Senegal festeja os 50 anos de independência".
"Esta etapa histórica será o ponto de partida da emancipação de todo um continente que servirá progressivamente os ideais da paz, da democracia e do desenvolvimento", declarou Vallière.
O parlamentar manifestou-se convencido de que estas ambições, influenciadas pela língua francesa, contribuirão significativamente para a emergência da Francofonia sob a sua forma atual, "uma organização planetária com vocação linguística, política e cultural".
Ele lembrou igualmente que os parlamentares francófonos desempnharam um papel de precursor ao formar a primeira organização coletiva política francófona antes mesmo que os executivos se encarregassem desta questão.
"Depois de 40 anos, a OIF atingiu um ritmo cruzeiro mais que desejável", indicou, antes de acrescentar que "da defesa da língua francesa à diversidade cultural, passando pela educação, pelo desenvolvimento sustentável, pelas novas tecnologias, pela solidariedade ou ainda pela sua ação política, esta organização conseguiu tornar-se num ator incontornável na cena internacional" A Assembleia Parlamentar da Francofonia agrupa membros de 77 Parlamentos ou organizações interparlamentares de cinco continentes.

07 Julho 2010 18:39:00




xhtml CSS