SADC e CIRGL avaliam em Luanda situação na RDC e RCA

Luanda, Angola (PANA) - A capital angolana, Luanda, acolhe esta segunda-feira uma nova reunião conjunta da Conferência Internacional para a Região dos Grandes Lagos (CIRGL) e da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) sobre a situação no leste da República Democrática do Congo (RDC) e na República Centroafricana (RCA).

Este III encontro dos ministros dos Negócios Estrangeiros e da Defesa dos Estados-membros dos dois blocos regionais foi antecedido de um outro dos chefes dos Estados-Maiores das Forças Armadas da CIRGL, realizado no sábado, também em Luanda.

Segundo o diretor para África e Médio Oriente do Ministério angolano das Relações Exteriores, Joaquim do Espírito Santo, a insegurança ainda prevalece no leste da RDC devido à continuação das ações militares de grupos rebeldes.

Ele disse não ter havido evolução no processo de desarmamento das Forças Democráticas para a Libertação do Rwanda (FDLR) e que a nova reunião em Luanda vai
fazer uma avaliação intercalar das decisões que foram tomadas pelos chefes de Estado na região na cimeira realizada em agosto último na capital angolana.
  
“Constatamos que ainda prevalece a insegurança na RDC devido à continuação das ações militares perpetradas pelas forças negativas”, disse Espírito Santo em declarações à imprensa, domingo, à margem dos trabalhos preparatórios ao III encontro conjunto.

Disse ainda que os ministros devem recomendar aos chefes de Estado a posição que já assumida de que, se o prazo dado à FDLR não for cumprido e não houver evolução, "serão tomadas ações militares para  forçar os combatentes a renderem-se".
  
“Este período de seis meses foi dado a contar de julho e, em princípio, termina em dezembro. O que acontecerá (...) na reunião ministerial conjunta é uma avaliação intercalar, que foi recomendada na reunião passada para ver até que ponto as decisões foram acatadas pelas forças da FDLR”, disse.
  
-0- PANA IZ 20out2014

20 Outubro 2014 09:38:01




xhtml CSS