Rwandês linchado por alegada violação sexual no centro do Uganda

Kigali, Ruanda (PANA) - Um cidadão rwandês acaba de ser linchado por presumível violação sexual contra uma Ugandesa em Mityana, no centro do Uganda, informou a imprensa neste fim de semana.

A imprensa ugandesa atribui o crime, cometido por Tuzabana no início desta semana finda, a tensões atuais entre o Rwanda e o Uganda que aumentaram na sequência do repatriamento de cidadãos dos dois países.

Segundo relatos, O espancamento à morte de Tuzabana, que trabalhava numa fábrica de chá de Tamteco, seguiu-se a rumores que o envolviam neste caso de sexo sem o consentimento da vítima.

O linchamento ocorreu algumas semanas depois do repatriamento pelos serviços secretos do Exército ugandês de Rwandeses acusados de espionagem.

De acordo com a imprensa ugandesa, cidadãos rwandeses, maioritariamente detidos durante o exercício das suas profissões no Uganda, são acusados de trabalhar secretamente com o Rwanda no âmbito de repatriamentos suspeitos.

Um grupo de cidadãos rwandeses foi expulso algumas semanas depois de um outro grupo de apenas jovens, ter sido capturado no Uganda com falsos documentos ugandeses de viagem, emitidos por serviços secretos rwandeses, para empregos temporários, revelou a mesma fonte.

Estes documentos falsos permitiriam aos seus detentores viajarem para a Tanzânia e, em seguida, para o Burundi, a fim de, eventualmente, chegarem  ao seu destino final, Minebwe, em Kivu-Sul, no leste da República Democrática do Congo (RDC).

Observadores políticos indicam que a deterioração das relações entre o Rwanda e o Uganda pode afetar sobremaneira  a paz na região dos Grandes Lagos.

-0- PANA TWA/VAO/ASA/DIM/DD 07jan2018

07 Janeiro 2018 12:05:58


xhtml CSS