Rwanda e África do Sul normalizam suas relações bilaterais

Kigali, Rwanda (PANA) – O Rwanda e a África do Sul realizaram « progressos » para finalizar um acordo sobre a normalização das relações diplomáticas, declarou terça-feira em Kigali a ministra rwandesa dos Negócios Estrangeiros, Louise Mushikiwabo.

Falando com jornalistas em Kigali, a chefe da diplomacia rwandesa frisou que, apesar da divergência diplomática recente entre os dois países, ambas as partes trabalharam para aumentar trocas comerciais.

« A normalização completa representa um processo longo,  mas já temos o comércio e outras atividades comerciais em curso entre os dois países », regozijou-se Mushikiwabo.

Entre alguns exemplos chaves que ilustram estas trocas comerciais, a diplomata citou voos diários explorados pela companhia rwandesa RwandAir Express entre Kigali e Jonaesburgo, capital económica sul-africana.

« Existe um comércio florescente e investimentos entre os dois países »,  declarou o chefe da diplomacia rwandesa.

As relações entre os dois países deterioraram-se em março de 2014, depois de declarados "persona non grata" três diplomatas da Embaixada do Rwanda em Pretória, capital sul-africana, e um diplomata burundês, alegadamente relacionados com um raide aéreo contra a residência, em Joanesburgo, um exilado rwandês, um general dissidente, Faustin Kayumba Nyamwasa, na África do Sul.

Em represália, O Rwanda ordenou a expulsão de seis diplomatas sul-africanos, deixando apenas dois embaixadores como os únicos representantes diplomáticos deste país.

Em julho de 2015, o ministro sul-africano das Relações Internacionais e Cooperação, Maite Nkoana-Mashabane, qualificou as relações diplomáticas entre o seu país e o Rwanda de « cordiais » visto que, frisou, os dois respetivos embaixadores permaneceram nos seus postos nos dois países.

-0- PANA TWA/VAO/MTA/TBM/SOC/FK/DD 8junho2016

08 Junho 2016 11:06:19


xhtml CSS