Rwanda, Uganda e RD Congo assinam acordo sobre conservação da biodiversidade comum

Kigali, Rwanda (PANA) – O Rwanda, o Uganda e a República Democrática do Congo (RDC) assinaram quinta-feira um acordo de colaboração no domínio da conservação da biodiversidade na fronteira comum de Virunga, soube-se de fonte oficial.

Assinado por responsáveis encarregues da conservação da biodiversidade no seio da chamada zona Grand Virunga e dividida entre os três países, o acordo será coordenado por uma estrutura denominada “Colaboração Transfronteiriça de Grand Virunga” (GVTC, sigla em inglês).

A convenção visa nomeadamente mobilizar os atores a diferentes níveis bem como as comunidades locais em torno do Parque Nacional dos Vulcões (do Rwanda) para se envolverem cada vez mais em iniciativas de proteção de espécies ameaçadas nesta vasta zona, bem como na luta contra quaisquer atividades ilegais como a caça furtiva contra gorilhas de montanha.

Segundo o secretário executivo da GVTC, Alphonse Ntumba Luaba, um outro aspeto importante tem a ver com a necessidade de garantir a segurança e manter a paz e o desenvolvimento sustentável na sub-região, a conservação do ambiente bem como a proteção  dos recursos naturais.

Este acordo de colaboração transfronteiriça é assinado depois de o Fundo Mundial para a Natureza (WWF) ter exprimido recentemente a sua inquietude relativa a uma série de caças furtivas e raptos de gorilas de montanhas cujo número se estima atualmente em 670 mil contra mil 200 há mais de 12 anos.

Os gorilas vivem principalmente na floresta impenetrável  de Bwindi, no Uganda,  nos limites do Vale Rift, bem como no parque dos Vulcões, numa zona denominada Kalisoke, situada entre o Uganda e a a RDC.

Do lado congolês, o parque nacional de Kahuzi-Biega alberga igualmente espécies ameaçadas destes primatas numa superfície de 100 quilómetros quadrados das suas florestas de bambu queimadas devido a conflitos sucessivos nesta localidade.

-0- PANA TWA/TBM/SOC/FK/DD 16maio2014

16 Maio 2014 10:34:55


xhtml CSS