Rússia considera África "parceiro importante"

Moscovo, Rússia (PANA) - O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov, afirmou segunda-feira, em Moscovo, que África "é um parceiro importante" para a Rússia, sublinhando que as relações com os países africanos têm um selo independente que não é influenciado pelas mutações internacionais.

Num discurso pronunciado durante a cerimónia de abertura do Fórum "Rússia-África", Lavrov declarou, nomeadamente, que a Rússia está orgulhosa das suas realizações globais no plano das relações comerciais, económicas e humanas que mantém com África.

Notou "a continuação dos esforços desdobrados para enfrentar as trocas comerciais e desenvolver a cooperação militar e técnica entre Moscovo e o país africano", considerando que "África é hoje um parceiro importante para a Rússia na vontade de formar a estrutura de um mundo com vários centros de interesse".

"A diplomacia russa trabalha para aprofundar as relações russo-africanas, nomeadamente, com base no Direito Internacional, na igualdade em direitos e no respeito pelos interesses de uns e de outros", disse, afirmando que a Rússia produziu importantes resultados a esse nível.

A organização do Fórum Social Rússia-África decorre pela primeira vez em Moscovo e insere-se no quadro da estratégia adotada pela Rússia para desenvolver e reforçar as suas relações comerciais, económicas, sociais e culturais com os países africanos e para construir uma base mais sólida para a cooperação entre a Rússia e África.

As partes decidiram organizar este Fórum anualmente para fazer dele uma das plataformas de trabalho frutuoso entre a Rússia e os países africanos.

O Fórum deste ano registou a participação de mais de 500 expositores vindos de 30 países africanos, bem como estudantes africanos que prosseguem os seus estudos na Rússia.

-0- PANA YY/IN/BEH/MAR/IZ 23out2018

22 Outubro 2018 23:43:42


xhtml CSS