Restos mortais de Mandela transferidos para Pretória

Pretória, África do Sul (PANA) - Enquanto os Sul-Africanos e milhões de outras pessoas em todo o Mundo lamentam a morte do herói da libertação e ícone mundial Nelson Mandela,  projetores foram deslocalizados esta sexta-feira da sua casa de Joanesburgo para um aeroporto militar de Pretória, para onde o seu corpo foi transferido.

Os restos mortais de Mandela deverão ser colocados numa morgue da cidade, antes de serem transferidos para a sua aldeia natal de Qunu, na cidade do Cabo Oriental, onde será enterrado.

Uma multidão considerável desloca-se à sua antiga residência de Soweto, onde começou a sua carreira enquanto advogado e ativista político, há várias décadas.

Mandela, 95 anos de idade, sofria de uma infeção pulmonar crónica e morreu pacificamente quinta-feira à noite na sua casa de Joanesburgo, anunciou a Presidência sul-africana.

O Presidente Jacob Zuma, que confirmou a informação sobre a sua morte, disse que a África do Sul "perdeu o seu grande filho".

Velas foram acesas e flores depositadas diante da sua antiga residência em Vilakazi Street, a única rua no mundo que acolhe dois Prémios Nobel da Paz.

O antigo vizinho de Mandela, o arcebispo Desmond Tutu, laureado do Prémio Nobel da Paz em 1985 pela sua luta contra o Apartheid, homenageou o seu antigo amigo e garantiu que os seus pensamentos e as suas orações vão para a sua família.

"À querida esposa de Tata Mandela, Graça Machel, à sua antiga esposa Winnie Madikizela, aos filhos,  netos e bisnetos endereçamos as nossas sinceras condolências pela perda do vosso patriarca", disse num comunicado divulgado pela sua fundação.

"Promulgamo-lo coletivamente pai da nossa nação, e a dor que sentimos é similar à da perda dum parente próximo. Era um marido, um pai e um avô", acrescentou.

-0- PANA CU/SEG/NFB/JSG/MAR/DD 06dez2013

06 Dezembro 2013 11:47:05




xhtml CSS