Responsável senegalesa denuncia violência contra mulheres

Dakar- Senegal (PANA) -- A directora da Família no Ministério senegalês da Família e Empresariado Feminino, Ndeye Soukèye Guèye, denunciou quinta-feira em Dakar as violências baseadas no género, sublinhando que elas constituem um grande obstáculo à redução da pobreza e ao desenvolvimento das mulheres.
"Embora as violências sejam geralmente vistas como um assunto privado, elas são realmente um problema de saúde pública e, sobretudo, um prejuízo sério aos direitos humanos", declarou Ndeye Guèye durante a cerimónia de abertura do primeiro Festival de Filmes Senegaleses sobre a Violência contra Mulheres.
"Finalmente, não são só as mulheres, mas também as raparigas, os rapazes, os homens, as comunidades inteiras e gerações que sofrem das consequências destas violências", acrescentou.
Considerou que os filmes que serão projectados durante este festival poderiam ajudar a fazer compreender ao grande público o sofrimento escondido de milhões de pessoas e quebrar o silêncio.
O primeiro Festival de Filmes Senegaleses sobre a Violência Feita às Mulheres é co-organizado pelo Governo senegalês e pelo Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP).

23 Novembro 2007 12:06:00


xhtml CSS