Refugiados de Darfur libertam reféns

Cartum- Sudão (PANA) -- Os refugiados internos do maior campo de deslocados de Darfur (oeste do Sudão) libertaram terça-feira o último grupo de 34 trabalhadores humanitários rapatados domingo, anunciou quarta-feira uma fonte onusina.
No domingo, os refugiados do campo de Kalma fizeram reféns trabalhadores humanitários depois de a Polícia sudanesa deter um responsável do campo.
De acordo com algumas fontes, os deslocados sudaneses queriam utilizar os seus reféns como moeda de câmbio.
Os refugiados haviam libertado segunda-feira um primeiro grupo de 15 pessoas apesar de o seu chefe continuar detido pela Polícia.
"Todos os trabalhadores raptados foram libertados", noticiou a imprensa local citando o porta-voz das Nações Unidas, George Somerwill.
O campo de Kalma alberga cerca de 90 mil sudaneses que fugiram das suas casas em consequência de mais de dois anos de conflito.

26 Outubro 2005 11:03:00




xhtml CSS