Recolher obrigatório reduzido na República Centroafricana

Addis Abeba, Etiópia (PANA) – A melhoria da situação de segurança na República Centrofricana (RCA) levou as autoridades de transição a reduzir o recolher obrigatório diário para seis horas, das 23:00 às 05:00 horas da manhã no país, anunciou esta quarta-feira em Addis Abeba o Departamento de Paz e Segurança da Comissão da União Africana (CUA).

"Esta mudança demonstra uma melhoria inegável da situação de segurança graças aos esforços da Missão de Apoio Internacional sob liderança africana na República Centroafricana (MISCA) e da operação francesa Sangaris", acrescentou a  CUA.

Num comunicado, a CUA indica que a MISCA se congratula com a assinatura, a 13 de março de 2014, pela Presidente interina, Catherine Samba-Panza, dum decreto relativo à mudança de horário do recolher obrigatório em todo o território centroafricano.

Um recolher obrigatório foi decretado na RCA após os  acontecimentos trágicos de 5 de dezembro de 2013 e os  problemas de segurança que eles provocaram. Antes, o recolher obrigatório ia das 20:00 às 05:00 horas da manhã.

Por outro lado, o representante especial da CUA e chefe da MISCA, Jean-Marie Michel Mokoko, instou a população centroafricana a redobrar de vigilância a fim de conter as ações negativas dos grupos armados ilegais e permitir o restabelecimento efetivo da autoridade em todo o país.

Ele advertiu igualmente estes grupos e reafirmou "a determinação da MISCA" de cumprir normalmente com a sua missão de forma firme e imparcial.

O general Mokoko declarou que a missão de apoio à paz neutralizará todos os elementos armados que tentarem opor-se ao restabelecimento da paz e da segurança e à promoção da reconciliação nacional.

-0- PANA AR/SEG/FJG/JSG/FK/TON  19março2014

19 Março 2014 14:34:10




xhtml CSS